sábado, 24 de maio de 2014

Extinto concurso Literário de Suzano

Bom dia pessoas!

A intenção dessa coluna é contar pra vocês um pouco da minha experiência como escritora, apresentar algumas instituições que apóiam e valorizam a literatura, as academias de letras e artes das quais tenho a honra de ser membro, as associações, entre outras.
Pra começar, vou falar um pouquinho sobre o extinto concurso literário de Suzano, que surgido em 2005 através da iniciativa do escritor Ademiro Alves, o Sacolinha, teve a finalidade, juntamente com outras iniciativas culturais como saraus e feiras literárias, colocar o município no mapa nacional da literatura e torná-lo uma referência.
Participei em 2012 com o conto PSPA e PSPE, posteriormente publicado na Revista Trajetória Literária, junto com mais 21 obras entre contos e poesias, que também foram classificados no 8º Concurso de Contos de Suzano, Edição Cora Coralina.
Para falar um pouco mais a respeito, elaborei algumas perguntas àquele que foi o criador do concurso e responsável por toda a visibilidade do mesmo durante seus oito anos de existência, enquanto Coordenador Literário da Prefeitura de Suzano:

1. Como e em que ano surgiu o Concurso Literário de Suzano?
Sacolinha: Surgiu em 2005. Eu fui trabalhar na Secretaria de Cultura e mesmo que eu já movimentava a cidade literariamente, ainda assim eu não tinha um conhecimento geral da quantidade de escritores. Desta forma resolvi mapeá-los criando o 1º Concurso Literário de Suzano, só aberto aos autores da cidade. Depois, o 2º foi aberto aos 11 municípios do Alto Tietê. O 3º ao estado de São Paulo, e do 4º em diante a todo o território nacional. Daí pra frente cada edição do concurso homenageava um escritor (a) brasileiro (a).

2. Qual a importância do concurso para o cenário literário nacional?
Sacolinha: Primeiro vale dizer que este concurso colocou a cidade de Suzano no cenário nacional da literatura. Segundo que muitos autores acabam publicando pela primeira vez e percebendo a possibilidade de ser reconhecido como escritor. E por fim, talvez a parte mais importante, os escritores acabam criando um intercâmbio entre eles, trocando, participando e divulgando. Vários escritores que participaram da revista Trajetória Literária, resultado do concurso, foram procurados por editores por conta da revista.





3. Quanto à revista “Trajetória Literária”, a publicação ainda existe ou extinguiu-se juntamente com o concurso?
Sacolinha: Raquel, não só o concurso e a revista foram extintos como também vários outros projetos culturais, literários ou não.
O atual governo municipal veio com a missão de derrubar tudo o que foi construído, Salão internacional do livro, saraus, mostra de teatro, festival de música e etc.
Se derrubassem e criassem outros projetos, tudo bem, mas estão estagnados. E olha, não queria nem comentar, mas vou fazer uma indagação que vai te deixar alerta: onde está indo o dinheiro que era usado pra fazer estes projetos, já que nada está sendo realizado?

4. Sabemos que, por questões políticas, o concurso foi suspenso desde 2012, após a 8ª edição - Cora Coralina. Quanto à possibilidade de retorno, quais são suas perspectivas para os anos vindouros?
Sacolinha: Raquel, continuando do jeito que está não teremos concurso literário em Suzano tão cedo. A não ser se partir dos artistas organizados, como vem acontecendo. Atualmente estou organizando vários projetos aqui, com destaque para o 1º Encontro de Autores Regionais. Se não fossemos nós a cidade estaria num marasmo.

Infelizmente quando se trata de questões políticas, a cultura é deixada de lado. Resta-nos torcer para que nas próximas eleições o cenário mude e possamos voltar a contar com este concurso que, sem dúvidas, é uma valiosa ferramenta de incentivo e divulgação para escritores de todo o país.

Sobre:
Sacolinha, nome artístico de Ademiro Alves de Sousa. Graduado em Letras pela Universidade de Mogi das Cruzes.
As publicações:
- Graduado em Marginalidade (romance)
- 85 Letras e um Disparo (contos)
- Peripécias de Minha Infância (romance infanto-juvenil) - Prelo
- Estação Terminal (romance) – Prelo
- O Homem que não mexia com a natureza (romance ecológico) - Prelo
Para adquirir as obras, acesse:
http://sacolagraduado.blogspot.com.br/2014/01/adquira-meus-livros.html