terça-feira, 10 de junho de 2014

Meu querer





Me deixa pichar um muro
Deixa atirar-me no escuro
Deixa sentir-me seguro
Deixe encantar-me o obscuro

Quero ser dono da caça
Quero te ver da faísca
Quero ser dona da casa

Quero o acalento inteiro
Quero teu olhar cabreiro
Me recusando ameaça

Fazer crescer com vento manso
Quero te ver em descanso
Em quanto me vejo em brasa

Quero sentir o teu medo
Quero contar meu segredo
Ao desfazer-me em fumaça


- Letícia Carvalho

https://www.facebook.com/leticiaapoetisa